Notícias

19/05/2016

Mulheres chegam ao final do mês sem dinheiro.


Uma pesquisa recente do SPC Brasil e da Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas revelou que praticamente metade das mulheres (50,4%) termina o mês no vermelho ou empatado, com gastos iguais a renda. A principal justificativa entre as mulheres que estão nessa situação é o comprometimento com custos básicos, como aluguel, contas de casa e supermercado.

O mesmo estudo questionou as mulheres em relação à preparação para o futuro, como a aposentadoria. Quase 20% não se preparam por não saber por onde começar e cerca de 12% gostariam de se preparar, mas dizem não ter dinheiro para guardar. Por isso, que tal separar um pouco do seu tempo durante esse mês para ajudar sua mãe ou sua esposa a fazerem um planejamento financeiro que as permitam realizar seus próprios sonhos?


1. Comece ajudando sua mãe a elaborar um orçamento, afinal, você certamente está mais familiarizado com planilhas do que ela.

2. Tente montar uma planilha personalizada para sua mãe, incluindo seus principais gastos, despesas s e algumas estimativas que vão ajudá-la a se orientar sobre quanto tem condição de guardar, todos os meses.

3. Antes de pensar em investimentos, veja se sua mãe possui alguma dívida. Se sim, ajude-a a preparar uma estratégia para quitar a dívida o mais rápido possível.

4. Feito isso, procure entender quais objetivos que ela possui em termos de investimentos.

5. Procure conhecer o perfil de investimento da sua mãe e mostre-lhe algumas opções nesse sentido.

6. Aproveite para compreender melhor que tipo de providências sua mãe está adotando para garantir uma renda adequada ao se aposentar.

7. Você pode investir uma pequena quantia em um plano de previdência em nome dela, como forma de incentivá-la a atingir seus objetivos. O importante aqui não é tanto a quantia, mas o entendimento de que se trata de um presente que durará a vida toda e que, se bem administrado, pode realizar muitos sonhos no futuro.